Professores do Paraguai param na segunda a�?contra orA�amento miserA?vel

2 de outubro de 2015

3,9% do PIB nA?o cobre sequer as necessidades bA?sicas”, denunciam

Os professores do Paraguai paralisarA?o na prA?xima segunda-feira a�?contra o orA�amento miserA?vel destinado A� educaA�A?o pelo governo mentiroso do presidente Horacio Cartesa�?. Convocada pela FederaA�A?o dos Educadores do Paraguai (FEP) e pela OrganizaA�A?o de Trabalhadores da EducaA�A?o AutA?ntica (Otep), a mobilizaA�A?o reivindica para o setor um investimento de 7% do Produto Interno Bruto (PIB).

cialis coupons for walgreens.

O paA�s vem sendo sacudido nos A?ltimos dias por uma onda de protestos estudantis, unificando escolas secundA?rias e universidades contra o desmonte do ensino

Para o secretA?rio da FEP, Silvio Piris, a situaA�A?o se tornou insuportA?vel pela negligA?ncia do governo. O sindicalista denunciou que o orA�amento enviado pelo governo paraguaio a�� atualmente em estudo pelo Senado – a�?nA?o consegue sequer cobrir as necessidades bA?sicas da educaA�A?oa�?.

Silvio alertou que a atuaA�A?o do ministro da Fazenda, Santiago PeA�a, A� a�?completamente inoperantea�?, respaldando a polA�tica de arrocho fiscal. a�?Eu acredito que PeA�a A� um tremendo mentiroso, igualzinho ao presidente da RepA?blica, Horacio Cartes. Eles vivem dizendo que vA?o investir mais em educaA�A?o, mas temos um orA�amento de 3,9%, um dos mais baixos do continentea�?, condenou.

AlA�m dos professores, os organizadores contam com a�?a participaA�A?o ativa dos estudantes, dos pais e de toda a cidadaniaa�?.

Fonte: CUT Nacional