ComeA�a amanhA? mobilizaA�A?o nacional da educaA�A?o no combate ao Aedes aegypti

18 de fevereiro de 2016

Escolas de todo o paA�s fazem amanhA? (19) um dia de mobilizaA�A?o nacional da educaA�A?o pelo combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, da febre chikungunya e do vA�rus Zika. As aA�A�es vA?o envolver professores, diretores, reitores de universidades e de institutos federais, agentes de saA?de e da vigilA?ncia sanitA?ria, ForA�as Armadas, governadores e prefeitos. A campanha de conscientizaA�A?o e orientaA�A?o para o combate aos criadouros do mosquito vai continuar durante todo o ano nas redes educacionais do paA�s.

AmanhA? serA?o realizadas atividades especA�ficas nas escolas como distribuiA�A?o de panfletos e palestras. O ministro da EducaA�A?o, Aloizio Mercadante, destacou que a prevenA�A?o A� a melhor alternativa contra o Aedes aegypti e que a mobilizaA�A?o das redes pA?blica e privada de educaA�A?o farA? a diferenA�a no combate ao mosquito.

a�?SA? na rede pA?blica sA?o mais de 200 mil escolas. AtravA�s da sala de aula podemos manter informada a juventude, as crianA�as e elas levarem para dentro de casa uma nova atitude. O dia A� pra todo mundo parar e refletir, mas vai ter que ser uma campanha permanente. Todo mundo tem que gastar 15 minutos por semana para nA?o deixar nada de A?gua parada dentro de casaa�?, disse ao participar da ediA�A?o de hoje (18) do programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de ComunicaA�A?o Social da PresidA?ncia da RepA?blica em parceria com a EBC ServiA�os.

A ideia, segundo ele, A� que cada escola tenha pelo menos cinco servidores organizados para fazer o trabalho de conscientizaA�A?o de forma permanente e que os estudantes transmitam as informaA�A�es aos familiares e faA�am fiscalizaA�A?o em casa. A prevenA�A?o nos prA�dios de escolas e universidades tambA�m serA? intensificada

a�?A educaA�A?o sempre foi de luta: na luta contra ditadura, pela democracia, pela anistia, pelas diretas. A� um setor que tem consciA?ncia e mobilizaA�A?o, temos que transformar esse espA�rito de luta para exterminar o mosquito, combater e impedir que ele nasA�a. Se a gente mobilizar a educaA�A?o, creio que vamos sensibilizar as famA�liasa�?, disse Mercadante.

Cada nA�vel de ensino terA? uma abordagem especA�fica. Na educaA�A?o infantil, por exemplo, a proposta A� organizar atividades com desenhos e usar material pedagA?gico que estimule o interesse das crianA�as sobre o tema. As crianA�as tambA�m receberA?o cartas com orientaA�A�es a serem entregues aos pais. No ensino superior, as informaA�A�es poderA?o ser mais aprofundadas com abordagem cientA�fica do tema. As escolas que ainda nA?o retornaram A�s aulas farA?o as atividades assim que for iniciado o ano letivo.

Para a mobilizaA�A?o de amanhA?, o ministro Mercadante informou que conversou com os governadores dos 26 estados e do Distrito Federal e todos disseram que estarA?o comprometidos com as aA�A�es. SecretA?rios do MinistA�rio da EducaA�A?o tambA�m entraram em contato com prefeitos e secretA?rios de educaA�A?o.

O ministro da EducaA�A?o informou ainda que, para reforA�ar as aA�A�es de combate ao Aedes aegypti, o tema do PrA?mio Professor do Brasil deste ano serA? relacionado A� dengue, febre chikungunya e ao vA�rus Zika para incentivar a produA�A?o de trabalhos acadA?micos relacionados e essas doenA�as.

A mobilizaA�A?o dA? prosseguimento ao proposto no Pacto da EducaA�A?o Brasilleira contra o Zika, firmando no inA�cio do mA?s entre o MinistA�rio da EducaA�A?o, demais representantes do governo federal, de estados e municA�pios, alA�m de instituiA�A�es e organizaA�A�es pA?blicas e particulares.

ArticulaA�A?o polA�tica

Ao ser questionado por um radialista se ele considera legA�timo o licenciamento do ministro da SaA?de Marcelo Castro do cargo, ontem (17), para votar na eleiA�A?o para a escolha da lideranA�a do PMDB na CA?mara dos Deputado, em um momento em que o paA�s enfrenta o problema do avanA�o da dengue, da febre chikungunya e do vA�rus Zika, Mercadante respondeu que o ministro se afastou do cargo por um perA�odo curto que nA?o foi suficiente para comprometer seu trabalho A� frente da pasta.

a�?O Marcelo Castro tem feito um esforA�o 24 horas dedicado a essa causa, ele se liberou para votar na bancada e a interrupA�A?o da presenA�a dele foi uma tarde, isso nA?o compromete o trabalho dele como ministro. Ele se sentiu na prerrogativa, como deputado, de participar da decisA?o da bancadaa�?, respondeu.

Ontem, o ministro foi exonerado do cargo para participar das eleiA�A�es da lideranA�a do PMDB na CA?mara e negou que tenha sofrido qualquer pressA?o do Planalto para tomar a decisA?o. Castro foi indicado para a pasta por Leonardo Piciani (RJ) que A� alinhado com o governo e foi reeleito para a lideranA�a do partido.

EdiA�A?o: Denise Griesinger

lisinopril cough.