13 de julho de 2011

Curso que faz a diferenA�a

Turma ProfuncionA?rio 2009/2011

Depoimentos de profissionais que stendra. fizeram o curso de qualificaA�A?o profuncionA?rio, uma conquista da luta dos trabalhadores em educaA�A?o:

a�?O curso ajudou nA?o somente na valorizaA�A?o profissional, mas tambA�m em me fazer acreditar que tenho valor. Pude observar o respeito que os envolvidos no ProfuncionA?rio, em especial os que trabalham nele, tA?m pelos cursistas. Agora sei que todos somos iguais no local de trabalho, com funA�A�es diferentes. No exercA�cio da funA�A?o, o conhecimento deu melhores condiA�A�es de trabalho. Passei a ver as crianA�as de maneira diferente, bem como os demais trabalhadores. A� necessA?rio que todos os profissionais da educaA�A?o vejam a todos os trabalhadores da escola como alguA�m importante no processo educacional. Ainda falta muito para que a valorizaA�A?o financeira seja implantada no municA�pio. Nem o 5% do adicional de escolaridade, pela nossa qualificaA�A?o, estamos recebendoa�?. Neuza Pereira Woniski, auxiliar de serviA�os diversos – CEINF Professora Joana Ferreira Franco Barrios

a�?O curso me proporcionou novas amizades, o conhecimento adquirido foi A?timo e, por isso, A� necessA?rio que sejam oferecidos mais cursos aos administrativos, pois nos consideramos valorizados. No exercA�cio da funA�A?o, serviu como alavanca, trouxe confianA�a naquilo que faA�o, A?tima base para o exercA�cio da minha funA�A?o. Recomendo o curso a quem ainda nA?o fez, pela qualidade do mesmo. Inclusive, nA?o sei porque existem municA�pios que ainda nA?o implantaram o ProfuncionA?rio. SA? lamento que os 15% de adicional por qualificaA�A?o ainda nA?o esteja na tabela do ProfuncionA?rio. Precisamos lutar para que o administrativo tambA�m receba o Piso, pois A� profissional da educaA�A?o bA?sicaa�?. Roberto Carlos Vilalba Balta , agente de serviA�os diversos. Escola Estadual AdA? Marques

a�?O administrativo passou a se sentir mais valorizado na escola. Deixou de simplesmente exercer as tarefas para as quais fora designado no exercA�cio de sua funA�A?o e passou a ser um verdadeiro participante da escola. Passou a ver que sua participaA�A?o A� importante. Opina, diz onde estA? certo, onde estA? errado, como melhorar e corrigir o que precisa ser corrigido e traz projetos para a escola. Quero destacar o fato de que o curso incentivou bastante a maioria a retornar aos bancos escolares, de modo a estimulA?-los a cursarem cursos de nA�vel superior, acreditando que sA?o capazes. Destaco ainda que o grande diferencial sA?o as propostas que trazem A� escola. SA?o propostas exequA�veis e que melhoram bastante o relacionamento entre todos os profissionais da educaA�A?o bA?sica, pois A� assim que eles se vA?em, profissionais da educaA�A?oa�?. Nilva Maria Tolentino de Souza, diretora. Escola Estadual Joaquim Murtinho

a�?O ProfuncionA?rio melhorou bastante a atuaA�A?o das profissionais da educaA�A?o, no relacionamento com os colegas de trabalho, no atendimento ao pA?blico, com a direA�A?o.A�Mudou ainda suas atitudes diante do exercA�cio da funA�A?o. Deixaram de simplesmente fazer suas tarefas e passaram a ver de modo diferente a escola como um todo, a administraA�A?o e, em especial, o aluno. O conhecimento mudou a postura deles na escola. O programa do curso A� muito bom.A�Um dos problemas da maioria dos administrativos A� a baixa escolaridade. Ainda existem servidores que nA?o sabem ler.A�Outros aspectos que impedem os mesmos de retornarem aos estudos sA?o as questA�es familiares. A maioria precisa cuidar da famA�lia como provedor principal, o que lhes exige esforA�o permanente.A�Em contrapartida, quem cursou o ProfuncionA?rio reconheceu que tem competA?ncia e estA? buscando o curso superior para melhorar profissionalmente.A�Quem conclui o curso se sente satisfeito, mas insatisfeito pela inexistA?ncia de incentivo financeiro por parte do municA�pio.A�Gostaria que o curso tambA�m pudesse chegar a todos os profissionais da educaA�A?o, independente da escolaridade. Os servidores da Escola LA�dio Lima, que tA?m o ensino mA�dio, jA? cursaram o ProfuncionA?rio e uma das profissionais gostou tanto de voltar a estudar que jA? estA? cursando faculdadea�?.A�Rita de CA?ssia Fonseca Caballero, diretora -A�Escola Municipal LA�dio Lima

a�?Ufa! Enfim estou terminando o curso tA�cnico em Infraestrutura Escolar do ProfuncionA?rio, direcionado aos funcionA?rios administrativos das escolas, tanto municipais quanto estaduais do estado de Mato Grosso do Sul. Esse desabafo nA?o A� porque o curso foi um fardo para mim, mas sim pelo fato de estar esgotado pelo tanto de aprendizado que o ProfuncionA?rio me proporcionou. Aprendi vA?rios assuntos relacionados ao serviA�o que presto dentro da unidade escolar, o que tambA�m se deve aos palestrantes que iam aos encontros quinzenais. Cada palestrante era relacionado com o tema estudado em cada mA?dulo, em A?reas como saA?de, educaA�A?o, seguranA�a, civil, etc. O curso do tA�cnico em Infraestrutura Escolar foi importante para mim porque pude aprender e compreender qual o meu papel como educador dentro da escola e, tal como os professores e diretores, a importA?ncia do meu trabalho. Pude tambA�m aprender sobre meus direitos e deveres como servidor pA?blico dentro da instituiA�A?o na qual estou inserido. O corpo docente e discente do ProfuncionA?rio, ou seja, os tutores, a coordenadora, as merendeiras e as auxiliares, sA?o de excelente gabarito, porque sA?o de uma competA?ncia A�mpar, sempre atenciosos e preocupados com os cursistas. As tutoras entA?o nem se fala, sempre preocupadas em manter uma aula dinA?mica e diferenciada. Nunca uma aula era igual A� outra ou monA?tona. Em suma, sempre havia novidades, o que era motivo de estA�mulo aos cursistas, para que nunca desanimassem ou desistissem do curso. Outros pontos fortes do ProfuncionA?rio eram os passeios proporcionados aos cursistas. Pudemos ver e aprender como A� que certas atividades e culturas funcionavam e eram retratadas na vida real. Posso destacar: passeio na Aldeia Lima Campo; passeio na casa de reciclagem Paladini; passeio na Sanesul; passeio na EstaA�A?o de Tratamento e Esgoto; City tour pelas cidades de Ponta PorA? e Pedro Juan Cabalhero; passeio em Bonito; passeio na Usina de Itaipu-SC, etc. Enfim, o curso tA�cnico do ProfuncionA?rio foi um divisor de A?guas na minha vida profissionala�?A�Raimundo Benites, cursista – HabilitaA�A?o: Infraestrutura Escolar

Arquivos anexos para download: